sexta-feira, 12 de agosto de 2011

imagem

As minhas viagens espraiam-se
pelos livros de sonhos;
caminho pelas páginas
estando quieto,
num sortilégio de remanso,
de esperança dormente... 
enquanto tomo de aguilhão a vida,   
para que me arremesse para lugares-longe, 
tão longe como a lembrança de dias felizes...
Jaime A.

(publicação prévia no meu
blogue sopro divino)

(fonte da imagem:

2 comentários:

Lídia Borges disse...

É um caminho deslumbrante e compensador, esse que fazemos entre as páginas de um livro, sempre que a vida se faz pouca.


Um beijo

Vieira Calado disse...

A sina do poeta...

meu caro!

Um abraço